quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

6ª pena caída

Quando amanheceu, nao o vi mais, mas seu cheiro continuava no quarto...impregnado na minha roupa.Meus olhos estavam inchados, a claridade estava me irritando,mas me sentia mais calma, mais aliviada, uma paz me invadira e eu queria apenas dar uma volta. Arrumei as coisas, como todos os dias, deixei o almoço pronto e sai sem rumo a pensar o que antes poupei fazer... -Quem era ele?O que fazia ali?Como entrou no quarto?Como apareceu de repente na minha frente?Por que se preocupou tanto comigo?Por quê?Por que confiei tanto? .... E para onde ele foi? - pensei nisso tudo e cheguei até a me indagar com a voz meio alta... Andei até o parque aqui proximo e me deitei em um dos bancos. - Oi Laura! - uma voz distante falou, um pouco cansada e ofegante mas reconheci. - Oi Guí...está bem?- perguntei sem a mínima animação, queria ficar sozinha, pensar só...não queria alguém me enchendo a paciência. -Acho que melhor que você, sem querer ofender, mas não estás com a cara muito boa. -Sério? Nao me diga! - só pensei...minha ironia era ótima, mas minha educação ainda falava mais alto em algumas situações.-Não estou bem, mas tudo passa-disse. -Será se voce nao quer ir lanchar comigo?-perguntou sem rodeio. Guilherme,chamado por mim de Guí, era o tipo de garoto que encantava as meninas.Sua altura passava uma proteção a qualquer uma,sua voz trazia segurança,seus cabelos caiam sobre a testa com fios pretos e lisos,seu peitoral fazia com que as mulheres mais velhas o quisessem e o seu rosto era perfeito.O fato dele não me atrair tanto, era que ele era apenas uma capa de revista bonita que chamava a atenção, mas não havia reportagens inteligentes dentro da revista, porém havia fotos de academias de malhação, garotas anoréxicas obedecendo a mídia do corpo perfeito e carros caros. -Não quero lanchar-fui honesta.

Um comentário:

  1. Cade pena que cai do anjo, significa que o começo ainda estar por vim!

    ResponderExcluir